Tuesday, February 02, 2010

Distante...tão distante



Eu te queria como um segredo que não soubesse desvendar;
Como uma sereia que não soubesse onde era o seu mar
Ou uma estrela que não conseguia avistar...
Eu te queria assim como só sabem querer os grandes amantes
E sonhava em te ver e te encontrar por todos os instantes,
Mas, por ironia, quando te encontrei sem esperar
Tive a sensação de que, por mais perto, estavas mais distante
E continuastes a ser, como sempre foi, a mulher dos meus sonhos
Que, de fato, irá continuar onde sempre esteve ...tão distante!

Ilustração: http://sitedepoesias.com.br/imagens/poemas/37011.jpg

2 comments:

Isabela♥ said...

Que lindo!

Nilson Barcelli said...

Há amores assim. Perenes.
Bom fim de semana.
Abraço.