Thursday, April 21, 2011

Canção do amor distante


Talvez seja ilusão
desta paixão escondida
ser razão de tanta vida
sem ninguém saber de nada.
Até mesmo quando minto
só disfarço o amor que sinto,
esta coisa tão sagrada
sendo assim tão pecadora
percebe que o mundo doura
em pensar na doce amada.
Percebo na madrugada
seu perfume no jasmin,
que me dá a certeza, enfim,
da dor, que dói tanto em mim,
da distância que separa.
E o amor, que é dor não pára,
para não me deixar impune
a distância que separa
é o que ainda mais nos une!

2 comments:

MIRZE said...

Belíssimo!

Não há distância que separe o amor. Quando há, o poema já diz ela une mais ainda!

Beijos, poeta e Feliz Páscoa

Mirze

Isabela said...

Eu não consigo passar por um poema tão lindo e não comentar nada... Simplesmente tão lindo como todos!